Publicidade

9.12.11

Dona Ana, está bem assim?

Os trabalhos manuais sempre foram a minha disciplina preferida, desde a 1º classe ao 9º ano!!!


Nesta altura do ano lembro, com especial carinho, os trabalhos manuais de Natal que fazia na primária. Com a minha professora, para lá de velhinha, Dona Ana (era tão velhinha, que já tinha subido do estatuto de Professora para Dona).


Posso dizer-vos que não fazia um centro de Natal desde a 4ª classe!!! Mas parece que o conhecimento ficou guardado algures. Talvez a razão, seja a recordação dos sentimentos de felicidade e inspiração que enchiam a sala de aula nessa altura. Tenho uma imagem, como se tivesse sido ontem, de estar a fazer o meu centro de mesa sobre as carteiras da sala (juntavam as carteiras e formava-se no meio da sala uma enorme (mas baixinha) mesa de trabalhos manuais. 


Em cima todos os materiais que precisávamos... alguns que nós próprios apanhávamos no pinhal, como as folhas de pinheiro, pinhas e o azevinho, outros comprados pelas professoras, como os cogumelos de pintas vermelhas, o spray dourado, as velas fininhas ou as bolas de Natal. 
E mãos à obra... no final perguntava, orgulhosa, "Dona Ana, está bem assim?" (já sabendo que a resposta seria sim.)
O resultado era, vaidosamente, presenteado aos meus pais que me enchiam de elogios.
Este ano, porque estou especialmente imbuída de espírito natalício fiz o meu 1º centro de Natal desde há 21 anos.


Fiz tudo como manda a tradição. Na loja comprei o barro (que foi a única coisa que não se parece nada com o que era na 4ª classe... o barro laranja é agora barro cinzento), as velas fininhas, o prato e uma boneca anjinha.





O resto fui apanhar ao pinhal...pinhas, folhas de pinheiro e outras, azinheira, em vez do azevinho (que pobre, está em vias de extinção), casca de pinheiro e galhos. 


A cena central, na minha cabeça, seria a anjinha sentada no balouço. 
O resultado este....





E agora perguntaria à Dona Ana, "está bem assim?" mas como imortais só as recordações, decerto que já não teria uma resposta. A minha homenagem à minha professora da primária Dona Ana, está exposta (toda vaidosa) na nossa casa para toda a gente elogiar.

2 comentários:

Anónimo disse...

Está muito bem assim ;)ST

Papoila disse...

Ohhhhh :) Tão querida!!!

Beijinhos