Publicidade

29.3.12

O que eu nunca esperei ouvir dum formando.



Durante uma sessão do curso de segurança, saúde e higiene no trabalho, explicava aos formandos quais as situações consideradas acidentes de trabalho, e que para essas teriam o direito à reparação...


"Então e se o marido for matar a mulher ao trabalho? Também é acidente de trabalho? Quem paga é o seguro?"


"Desculpe V.?! Pode repetir a questão?" eu não queria acreditar que estava a ouvir aquela questão...


"Sim. O marido da minha prima da Reboleira, foi ao trabalho da minha prima, levava uma faca com ele e matou-a. Quem paga? É a empresa?"


Eu que até tenho como principio ter muito cuidado com a minha linguagem corporal enquanto dou formação, tenho a certeza, que ontem, quando ouvi esta história, não pude deixar de regalar os olhos. Ainda assim, tentei responder da melhor forma que sabia, dizendo que nesse caso, tão, particular o único responsável era o criminoso e que a pagar alguma coisa teria de ser o mesmo.


Tenho que assumir que, se inicialmente a questão foi tão inesperada que chegou a roçar a anedota, depois de pensar no assunto tive que admitir que aquela, inocente, questão, infelizmente, retrata tantos casos tão reais e tão comuns que acontecem neste cantinho do mundo.


Uma questão que nunca esperei ouvir dum formando, mas que ainda me chocou mais pela leveza com que a questão foi feita. Está na hora de tratarmos este assunto como a situação pesada que é!!
Não é leve nem normal que morram mulheres às mãos de homens ressabiados!! Homens que pensam que a única forma que têm de mostrar que têm uma pila grande é através da violência sobre as mulheres que "amam".


"Prontos" está dito, está desabafado!! Mas não me fico por aqui... homens ressabiados deste país, garanto-vos que, se por um acaso, um dia tiverem a ideia de violentarem de alguma forma uma mulher, e que eu esteja por perto, eu não vou ser daquelas que diz: "Entre o marido e a mulher não se mete a colher". Eu vou meter a colher, a concha e todos os utensílios de cozinha que sejam necessários meter!!!


E isto não é uma Impressão é uma promessa!! 

9 comentários:

Sofia disse...

E quem fala assim não é gago! Eu faria o mesmo. Já chega de violências destas!

Elix disse...

Acho muito bem!!!! A verdade é que se fala disso com uma leviandade... eu também ficaria de olhos arregalados!

colibri esverdeado disse...

Realmente..! Nunca pensei em tal questão... mas tudo serve de experiência e de bagagem para uma próxima, estiveste bem de certeza ;)

Muito obrigada pela simpatia no meu cantinho, adorei a dica das palavras de verificação pois realmente são muito aborrecidas agora que também começo a comentar!

Só ainda não consegui perceber como posso responder directamente a alguém na página dos comentários, como vou vendo por aí... Help? ;)

beijoca e obrigada!

Papoila disse...

Pois é Elix... em compensação há coisas levianas às quais se dá uma importância desnecessária... temos que ser nós a ir mudando mentalidades :)

**

Inês de Castro disse...

Jesus, realmente acredito que tenha sido mais do que inesperado!

Roque disse...

infelizmente há cada vez mais casos destes. Mas o que me choca é que quando um fulano mata a mulher, muito provavelmente já existe aí um historial de violência que nunca foi denunciada. Muitas vezes por medo e muitas vezes por indiferença de quem está à volta.

LOL aos 40 disse...

Olá Papoila!
Hiii, que coisa!
Pois, realmente há pessoas maldosas até dizer «CHEGA».
Que estupidez!

Cuidado contigo Papoila!

Bjs
FIca bem

Cidade do Pecado disse...

Imagino a tua cara quando te fizeram essa pergunta.
Mas realmente é assustador ver que cada vez mais situações como as descritas por essa pessoa acontecem cada vez mais

M. disse...

oh god!
imagino como te deves ter sentido.
beijinhos**