Publicidade

18.8.13

A escolha dos pneus


Há coisas que realmente não me interessam e que me dão um jeito enorme que apareçam feitas sem que me dê muito trabalho pensar nelas...

Já andava a reparar que o meu carro tremia como varas verdes quando andava na autoestrada. Desconfiei que fosse dos pneus. Isto porque numa outra ocasião, com o meu anterior carro, o veículo teve sintomas semelhantes e quando, eu a achar que era um problema de direcção, me dirigi ao mecânico este informou-me que os pneus estavam tão carecas que era visível a olho nu os fios de metal do interior do pneu.

Como agora até tenho um homem que gosta MUITO de carros, chego um dia a casa, (como quem diz "está um rico dia") e informo-o que o meu carro está a precisar de pneus.

E "prontos"!! O sr meu namorado passa a ter uma missão, que leva demasiado a sério para o meu gosto... ele é folhetos de todas as oficinas e lojas de mecânica da região... e depois "Ah porque estes são mais baratos mas blá blá blá." "Mas estes são mais seguros porque blá blá blá."... Sim, não assimilei a maioria do que me dizia.

Sei que a história acabou com os pneus mudados e ele a dizer-me "São Pirelli, são bons pneus". Pois, se fossem Loubotins eu saberia do que falava.

A verdade é que já mudei os pneus do carro há quase uma semana e hoje apercebi-me que ainda nem sequer olhei para eles!

E é assim... há coisas, como pneus de carros, que realmente não me interessam.

2 comentários:

Elix disse...

Pois cá em casa também assim, eu ligo mais a trapos e ele mais a carros e seus componentes. Está combinado que é ele quem tem que se preocupar com essas coisas :)

Vicky disse...

E o pior é o dinheirão que gastamos com esta brincadeira. Quatro pneus novos equivale quase a uns Loubotins!