Publicidade

16.5.15

O amor é

Decidi escrever sobre o tema "o amor é" porque, diariamente, chegam-me aos ouvidos histórias, reais, de amigas e conhecidas que me contam as suas histórias de "amor" e eu fico sempre a pensar "Mas como é que é possível que, mulheres adultas, não percebam que essas relações nada têm a ver com amor?!". Sim, e penso para mim assim mesmo, com este ponto de exclamação no final. Custa-me ver como andam totalmente perdidas. E custa-me ainda mais ver que existam homens tão cabrõezões e manipuladores que põem mulheres a acreditar que o céu é verde às bolinhas pretas.

E quem sou eu para falar de amor? Alguém que também já andou perdida, com a inexperiência da vida, que sente o amor diariamente e que tem a certeza que quem ama não magoa, quem ama não engana, quem ama atende o telefone, quem ama quer saber como estamos, quem ama não fica 2 dias sem falar connosco porque tem muito trabalho, quem ama não tem só o horário de trabalho para nos amar, quem ama cuida.

O que me fez lembrar uma música Papoilar que adoro. A "Se cuidas de mim" do Tiago Bettencourt & Mantha com a colaboração da Inês Castel-Branco



Passarei assim a partilhar pequeninos gestos de "amor é". Os gestos que me enchem o coração todos os dias e que alimentam o meu amor. Bebam deste amor se quiserem ou então continuem a olhar para o céu verde às bolinhas pretas.

1 comentário:

Katia Silva disse...

Tens toda a razão! O amor é muito mais que isso ...

Beijinho
http://cantinho-dabarbie.blogspot.pt