Publicidade

4.1.16

Ao dia 4 é que é!

Os marcadores de mesa da minha, muito pensada e amada, mesa de passagem de ano.
Os pauzinhos de fogo de artificio tinham sido muito boa ideia. Não nos tivéssemos esquecido deles às 12 badaladas.
Ih ih ih!!!

Ah pois é! Ao dia 4 é que dá para perceber como vai ser o novo ano... O dia das grandes reflexões para mim. Mentira. É só o dia que, depois de uma tareia de trabalho na Black Friday, de uma segunda tareia de trabalho no Natal, duma terceira tareia de trabalho na semana da passagem do ano e de uma tareia de trabalho de cozinha e muitas emoções na passagem de ano cá em casa, me sinto com forças na ponta dos dedos para carregar em teclas de computador. 

O ano vai ser totalmente diferente? A partir do meio de Fevereiro sim. Que será por volta dessa altura que eu deixarei de me enganar e começar a escrever as datas com o 2016 no final (aqui fiz um bocadinho de esforço). 

Para começar, os primeiros dias do ano têm sido, todos sem excepção, dias de acordar às 12:15. Hoje estava decidida a voltar ao ginásio, que já não vou há tanto tempo que temo não me lembrar do caminho até lá. Mas como estava muito vento e chuva... cama até às 12:15. Nesta área mantém-se tudo igual. 

Começámos o ano a gastar dinheiro em torneiras, caldeiras (mais um bocadinho), chaves inglesas e a prever a necessidade de arranjar o meu carro que anda a dar uns soluços estranhos. Portanto, tudo na mesma, ou seja, dinheiro poupado para férias a desaparecer como que por magia. Chateada? Um bocadinho mas depois passa. Sou tão optimista que, às vezes, até mete raiva a mim mesma. Fazer o quê? Chorar não resolve. Ralhar não resolve. Amuar não resolve. Não trocava a minha vida por nenhuma outra. Seja a de 2015 seja a de 2016.

Só tenho um desejo para este novo ano. Um tão grande que se se realizar dá direito a não pedir mais desejos nos próximos 10 anos. Desejo que este seja o ano em que as impossibilidades sejam possíveis. Um ano de milagres para mim.

E agora siga para a frente que o ano passa a correr.

1 comentário:

Rui Leal disse...

Vai ser um Ano maravilhoso e que realizes o
teu/meu desejo beijos minha Papoila