Publicidade

5.1.16

Eu sou assim... quase sempre deixo as coisas rolarem ao sabor do vento



Sou distraída, ao ponto de não saber o meu horário de trabalho do dia seguinte ou de ter de perguntar duas vezes alguma coisa para a qual já me tinham dado resposta, só porque na primeira volta estava a pensar que me esqueci de pagar a água. Não marco encontros ou faço planos com antecedência. Acho sempre que é muito cedo para convidar a malta para isto ou para aquilo e dois dias antes ando numa luta para que todos estejam disponíveis... Muitas vezes tenho que remarcar para outra altura. Normalmente, saio de casa em cima da hora e chego, também normalmente, atrasada para combinações. Há semanas que me apetece escrever todos os dias no blog, outras em que o deixo orfão de palavras. Eu sou assim... quase sempre deixo as coisas rolarem ao sabor do vento. Pode não ser a forma mais organizada de levar a vida mas tem a vantagem de quando me mudam as voltas e desmarcam qualquer coisa não me canso muito a chatear com isso. Por isso, não é de estranhar que deteste agendas e adore caderninhos. 

As agendas obrigam-me a deixar folhas em branco só porque aquele dia já passou ou a ter só uma página para escrever as receitas dum almoço de amigos. E os Domingos?! Meia página?! As agendas são castradoras e eu adoro a minha liberdade. Nos meus caderninhos anuais posso gastar 5 folhas seguidas com desenhos e rabiscos só porque sim. Fazer colagens de coisas que vou encontrando e gosto. Escrever receitas que me surgem quando estou a ver o Masterchef. Fazer contas à vida, planear poupanças ao cêntimo e passadas 2 semanas não voltar a olhar para essa página e continuar a minha vida gastadora de sempre. Fazer o prefácio de um livro que vou escrever mas que depois nunca acontece tenho prefácios para 10 livros. 

Quando tenho mesmo algum compromisso? 
Escrevo no cantinho da página o dia, marco com a fita de cetim e está feito.




2 comentários:

estrela disse...

eu então sou o oposto!!

Impressão da Papoila disse...

Se fossem todos como eu este mundo estava perdido :D
Ainda bem que há muitas estrelas por aí ;)