Publicidade

17.3.16

O cocktail ideal para a minha pele

Este post já vem com longas semanas de atraso mas se assim não fosse este blog não seria o meu e à minha imagem.

Vamos lá então falar da minha rotina de beleza diária. Não porque seja a receita infalível para todas as mulheres já que, tenho a certeza absoluta, isso não existe mas para demonstrar que se tiverem disciplina e encontrarem os produtos certos para o vosso tipo de pele e estilo de vida poderão ver resultados fantásticos. 

O cocktail ideal para a minha pele é este:


A foto foi tirada quando fui à Serra da Estrela e por isso incluí coisas que eu, nitidamente, não ponho no rosto. 

Comecemos pelo quatro (só para ser diferente), ou seja, a limpeza. A minha pele adora a sensação de untuosidade, texturas bem gordas e espessas e este Creme de limpeza, extra conforto e anti-poluição da Clarins (4) é tudo isso e muito mais. Massajo um pouco do creme nas mãos, para aquecer, e depois aplico directamente no rosto, ao final do dia, quer tenha maquilhagem ou não. Como tem uma textura em creme posso inclusive passá-lo nas pálpebras sem correr o risco de entrar nos olhos. De seguida, é só passar por água tépida e está feito. É o produto perfeito para mim porque, a minha pele adora a textura, faz uma limpeza completa mas com suavidade, limpa, hidrata e dá conforto ao mesmo tempo e é muito prático. A pele fica completamente desmaquilhada e limpa. Mesmo mesmo!! Quando coloco o tónico com o disco de algodão ele fica branquinho. Quantos desmaquilhantes fazem isso?! Pois.

Como não é formulado para remover a maquilhagem de olhos, no final, passo com um disco desmaquilhante com o bifásico da Garnier (6), que tira até a maquilhagem nos dias que me entusiasmo com a sombra preta, o eyeliner e a máscara extra volume da YSL e não é nada oleoso.

Passo seguinte, o Tónico Apaziguante da Eisenberg (5), que aplico com um disco de algodão, passando com suavidade no rosto. A pele fica hidratada, acalmada, linda e preparada para o que vem a seguir.

A minha pele grita por hidratação e nutrição. E é por isso, que os seruns são os meus melhores amigos. Antes do fantástico Creme Fluido da Eisenberg (2), que devolveu à minha pele aquela sensação de pele lisa de bébe, tenho que dar à minha pele um booster para que se mantenha alimentada por muitas horas. Se eu tivesse descoberto há mais tempo que a desidratação da pele é a principal responsável pelo aparecimento, prematuro, das rugas da minha testa e olhos, já tinha começado a investir em cremes e seruns desde os 6 anos. Brincadeira! Mas não muito longe da verdade. 

De dia o meu melhor amigo é o Sérum Hidratante da Eisenberg (1), que deixa na minha um filme, como que uma película protectora. Eu adoro a sensação mas como vos disse a minha pele gosta da sensação de peso. Também o aplico no contorno ocular (o que as minhas patas de galinha não gostam nada) funcionando quase como um creme. Porém como o meu calcanhar de aquiles é mesmo a pele em redor dos olhos, porque me rio muito, porque sou muito expressiva, porque herdei isso do meu pai, de seguida coloco o Rolls Royce dos cremes de olhos. Um senhor creme chamado Cellular Nourishing Eye Cream da Swiss Perfection (um bago de arroz é toda a quantidade que é precisa para os dois olhos).

À noite, o serum rei é o Advanced Night Repair da Estée Lauder (3). Que apesar de ter uma textura muito aquosa e um cheiro a remédio (que é completamente normal), vai viver comigo até ao fim da vida. Sabem aquela sensação de pele dura e firme? É isso que este fantástico produto faz. 

Se de manhã sinto que pode vir frio, calor, ar condicionado, stress que o meu sérum Eisenberg juntamente com o Creme Fluido vão estar lá para me proteger. À noite, mesmo que não durma as oito horas de beleza, o Advanced Night Repair juntamente com o Creme Fluido fazem com que acorde com a pele regenerada e cheia de força. Tão real como eu me chamar Andreia Jesus.

Esta é a minha rotina diária. Sim, há dias que estou com um tal camadão de sono que levanto voo do sofá e caio directamente na cama com quilos de maquilhagem. Mas faço um esforço para que esses dias sejam cada vez mais raros. O que é certo é que num mês se isso acontece 4 vezes já é muito. Principalmente porque quando acordo sem me ter desmaquilhado  na noite anterior olho para o espelho e arrependo-me sempre do ter feito. A diferença é que nos dias que me desmaquilho acordo a parecer a Branca de Neve  (só que muito despenteada) e quando não o faço olho ao espelho e vejo o reflexo da Fiona, em modo ogre.

Volto a repetir que estes são os produtos que funcionam para mim. É como eu digo aos meus clientes, quando me perguntam "Mas diga-me lá, na sua opinião qual é mesmo a melhor marca?" e eu respondo "as melhores marcas são aquelas que a sua pele mais gostar".

A minha pele, por agora, adora estas! São raros os dias que não olho ao espelho e não digo que a minha pele já não estava assim tão boa há anos. E se eu falo sozinha com a minha pele é porque deve estar mesmo a resultar, não?

 

 

 

1 comentário:

António Jesus Batalha disse...

Passando pela net encontrei o seu blog, estive a folhear achei-o muito bom, feito com muito bom gosto.
Tenho um blog que gostava que conhecesse. O Peregrino E Servo.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para o seguir também.
Que haja paz e saúde no seu lar.
Com votos de saúde e de grandes vitórias.
Sou António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/