sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Fiquem lá com as sombras de Grey



Fiquem lá com o Sr Grey e as suas psicoses (deve dar uma trabalheira ter um homem assim).
Eu cá prefiro esperar pela estreia do Magic Mike XXL.


Só não é o filme mais sexy de sempre porque, para o ser, teria de entrar ainda o The Rock e o Jason Statham.

http://aalbc.com/reviews/fast-and-furious-the-rock.jpg


http://images.techtimes.com/data/images/full/13819/jason-statham.jpg
Ler Mais ››

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Mais do que música Papoilar #11

Há músicas que as basta ouvir uma vez para, logo que possível, ir pesquisa-las e ouvi-las até à exaustão. Assim foi ontem, quando ouvi na rádio o single "Take me to church" do Irlandês Hozier.

E hoje lá fui ao youtube ouvir essa menina... se já tinha gostado da música, depois de ver o vídeo, fiquei a gostar ainda mais pela mensagem e pela força do vídeo.


"...We were born sick,' you heard them say it
My church offers no absolutes
She tells me 'worship in the bedroom'
The only heaven I'll be sent to
Is when I'm alone with you
I was born sick, but I love it
Command me to be well
Amen. Amen. Amen..."

Porque nunca percebi o porquê de certas pessoas acharem-se no direito de desaprovar quem é que os outros amam ou com quem escolhem fazer sexo. E porque cada vez mais acho que essas pessoas, e organizações, têm frustações muito profundas e um ódio próprio que as consome até definharem em amostras de gente sem alma e coração.

E não me venham com a desculpa "Ai é uma questão de educação" porque eu também fui criada num ambiente em que se chamavam aos homossexuais "paneleiros" e às lésbicas "fressureiras" e, no entanto, respeito as decisões sexuais ou amorosas de todas as pessoas. 
Chocam-me sim, amores doentios e/ou obssessivos, relações tóxicas, mulheres mortas todas as semanas por bestas de maridos ou ex maridos ressabiados, ex mulheres que afastam os pais dos filhos porque não aceitam o divórcio, homens e mulheres que vivem casamentos de farsa e que têm amantes homens e mulheres, respectivamente, para amenizarem o sofrimento de não poderem ser aos olhos de todos o que realmente são... isso sim, choca-me. 

O vídeo foi inspirado na repressão do governo russo contra os homossexuais... e é lindo! Já as palavras de Hozier, numa entrevista que deu, são a melhor explicação para o significado desta música: "So the song is just about that - it's an assertion of self, reclaiming humanity back for something that is the most natural and worthwhile. Electing, in this case a female, to choose a love who is worth loving."

Exactamente! Escolham amar um homem ou uma mulher não importa. O que importa é que escolham amar quem mereça a pena amar.

Eu já encontrei o meu 1,90m de homem que merece o meu amor. 
E aproveitando que sei que ele lê todos os meus posts, e mais, quando estou muito tempo sem escrever aqui já me está a perguntar porquê, aqui vai:

"Amor olha-me esses triglicéridos! Quero viver ao teu lado e merecer o teu amor por muitos e muitos anos mais. Amo-te!"
Ler Mais ››

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Este ano mais sabor por aqui.

Sim, um dos meus cozinhados.

Quem me conhece sabe como adoro cozinhar e agora que penso nisso é uma falha que no meu blog pouco, ou nada, refira esta minha tão grande paixão. Por isso, acabei de decidir que este ano haverão muitos posts com comidinha a intercalar os habituais posts de "baidadades". Assim, este blog passa a ser um bocadinho mais EU.

Sou viciada no Masterchef e chego a ficar com sintomas de abstinência quando acaba mais uma temporada desse programa de culinária. 
Falo particularmente do Masterchef Austrália. Sim, também vejo o Masterchef USA mas só porque é o preferido do meu marido que gosta das discussões e tricas e do ar de Hulk do jurado e apresentador Gordon Ramsay. Eu prefiro o Austrália porque representa exactamente o que é para mim cozinhar. Aprender diariamente, inventar, melhorar um prato que é bom e transformá-lo num prato excelente, guardar a receita daquele prato que inventamos porque ficou de lamber os dedos e pôr num prato amor na forma de sabores. 

Uma regra básica para se cozinhar bem é respeitar os ingredientes, sejam eles um bife do lombo da grossura de dois dedos ou uma lata de salsichas, e pegar neles e transformá-los, com todo o cuidado e amor, num momento de prazer. Eu cá gosto de cozinhar dos mais pobres aos mais ricos dos ingredientes.

Quando comecei a cozinhar para o Rui reparei que ficou surpreendido e ele fez questão de me dizer que não me imaginou do tipo de mulher que sabe cozinhar tão bem.

Mas sim é verdade, sou uma estampa e uma boa cozinheira (Ih ih ih ih!!!)
Ler Mais ››

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

MELISSA MCCARTHY AT THE 2015 PEOPLE’S CHOICE AWARDS - a melhor

A minha farpela preferida da edição dos "People's Choice Awards" deste ano?

MELISSA MCCARTHY numa criação dela própria





Ler Mais ››

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

O que eu gosto mesmo é de receber pessoas

A passagem de ano é uma boa desculpa para receber pessoas, as melhores pessoas.
Tudo pensado com semanas de antecedência, muitas horas a cozinhar, muita gargalhada e "cunbibio" do bom.
Adoro!!





Feliz 2015!







Ler Mais ››

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Música Papoilar #10

E porque não acreditar até ao fim?

"They don't always happen when you ask
And it's easy to give in to your fears
But when your blinded by your pain
Can't see your way straight though the rain
a small but still, resilient voice
Says love is very near
There can be miracles
When you believe."



Afinal de contas há 2014 anos que festejamos um milagre.


Feliz Natal!!
Ler Mais ››

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

As fiéis ortodoxas têm muito mais sorte que as católicas...

O que tenho a dizer sobre o calendário feito por padres russos, onde eles próprios são os modelos, em poses e fotos menos católicas?!



As fiéis ortodoxas têm muito mais sorte que as católicas...



É de louvar a iniciativa, tendo em conta que com esta grande maluqueira os padres tiveram como objectivo lutar contra a homofobia na Rússia.

E dito isto... já conseguiram parar de olhar para o rabo deste padre?! Eu não!
Ler Mais ››